Confiabilidade

RASTREABILIDADE E CONFIABILIDADE DOS PRODUTOS:


A  linha de produtos da Color Andina Food®, possui certificados e selos internacionais de qualidade e confiabilidade de origem.


 

 

O CCPAE em 2005 foi a primeira autoridade pública de controle de produção ecológica certificada na Europa.

http://www.ccpae.org/

 

 

Certificação Fair Trade

Os produtos certificados como selo Fair Trade (comércio justo) oferecem garantias sociais e ambientais rigorosas que a Color Andina Food® sempre que possível solicita aos dos fornecedores. O Comércio Justo possibilita aos consumidores apoiar aos produtores agrícolas para que tenham um impacto positivo nas comunidades agrícolas. Critérios do Comércio Justo: a) Desenvolvimento Social, b) desenvolvimento socioeconômico, c) desenvolvimento ambiental, c) Condições de trabalho justas.
http://www.scsglobalservices.com/pt-br/certificacao-de-comercio-justo

 


Certificação Nartuland

A certificação de comercio justo Naturland se especializam em certificar grupos de pequenos agricultores em várias regiões do mundo, que produzem alimentos orgânicos. É uma opção complementar e voluntaria para os produtores, processadores e comercializadores que solicitam a certificação. http://www.naturland.de/es/

 


Certificação Orgânica USDA

O selo USDA Organic é o selo norte americano acreditado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Este selo tem o objetivo de desenvolver, manter e expandir o acesso para produtos de países diversos ao mercado Americano.http://www.organicsnet.com.br/tag/usda/
Para um produto receber o selo verde e branco "USDA Organic" contêm pelo menos 95% dos ingredientes de produção orgânica/biológica (excluindo água e sal). Os produtos feitos com pelo menos 70% de ingredientes orgânicos podem usar a designação "feito com ingredientes orgânicos", não pode receber o selo USDA verde e branco.



Certificação Orgânica   Euro-Leaf (União Europeia)

Desde 1° de julho de 2012, o novo logotipo orgânico da União Europeia (UE) é obrigatório para alimentos orgânicos pré-embalados que atendem as normas necessárias.  Todos os alimentos da Color Andina Food® importados da Bolívia possuem a Certificação Orgânica Euro-Leaf.
http://www.organicsnet.com.br/2013/10/logo-organica-da-uniao-europeia-agora-e-obrigatoria/.

 

O Certificado kosher atesta que os produtos fabricados por uma determinada empresa obedecem às normas específicas que regem a dieta judaica ortodoxa. Ele é mundialmente reconhecido e atribuído como sinônimo de controle máximo de qualidade. http://www.ok.org/

CERES é uma certificadora para agricultura orgânica/ecológica, para empresas processadoras de alimentos ecológicos, boas práticas agrícolas e boas práticas de gestão da indústria alimentícia. É uma certificação a nível mundial. http://www.ceres-cert.com/portal/index.php?id=2&L=2


Gluten Free Certification Organization (Organização para certificação de produtos isentos de glúten, em tradução livre): é um programa do “GIG” – Gluten Intolerance Group -, um grupo independente que oferece suporte às pessoas com intolerância ao glúten, doença celíaca e outras manifestações relacionadas a esta proteína. O GIG também supervisiona a produção de alimentos sem glúten de acordo com um padrão bem definido (qualidade, integridade e isenção de glúten) baseado em estudos científicos, através de inspeções em campo e com o objetivo de oferecer segurança ao consumidor na compra e consumo de alimentos sem glúten.



O símbolo do trigo cortado: mundialmente reconhecido como um ícone que representa produtos isentos de glúten, este símbolo é, na verdade, uma certificação concedida pela Associação de Celíacos do Reino Unido. Somente produtos credenciados pela Associação e suas representadas em outros países podem utilizar este símbolo tão expressivo. Para receber autorização, os produtos  devem ser comprovadamente sem glúten (ou seja, possuir menos de 20ppm, mediante apresentação dos laudos de teste feito em laboratório credenciado pela Associação). Além do teste, também são avaliados os ingredientes utilizados, bem como o processo produtivo em si, para identificar possíveis pontos de contaminação.

 

 

No Brasil, os produtos oriundos de produção orgânica de outros países (importados) e certificados internacionalmente, necessitam serem novamente certificados baixo a normativa do Brasil. Os selos “Produto Orgânico Brasil”é para todo território nacional. A Lei 10831/03 normatiza o chamado mecanismo de avaliação da qualidade orgânica. No Brasil, a certificação orgânica pode ser feita através de dois mecanismos: Um derivado de um sistema participativo e outro por certificação por auditoria.